Paulo Coelho, um professor na escola de Harry Potter

Paulo Coelho, um professor na escola de Harry Potter

Se antes ser pego lendo Paulo Coelho pegava mal, agora é cult. Curiosamente, os novos admiradores de Paulo Coelho adotaram o mesmo discurso de defesa que o próprio Mago apresenta desde a década de 1980: quem não gosta de seus livros é pedante e tem inveja de seu sucesso internacional, despeito por ele ser lido e festejado por intelectuais como Madonna e Bill Clinton. Simples assim. Não concebem que um crítico possa desaprovar os livros por motivos meramente técnicos e estéticos.

Bohemian Rhapsody: Freddie Mercury merecia mais

Bohemian Rhapsody: Freddie Mercury merecia mais

Eu ansiava por uma cinebiografia arrebatadora e retumbante, como são os excelentes “Ray” (do diretor Taylor Hackford, que retrata a vida do incensado Ray Charles) e “The Doors” (do diretor Oliver Stone, que conta a trajetória do genial Jim Morrison e seus comparsas musicais). Receio que eu tenha ido com demasiada sede ao pote. Sinto que faltou profundidade ao filme, como deve estar faltando também a esta minha crônica.

Elza Soares, a Billie Holiday dos trópicos

Elza Soares, a Billie Holiday dos trópicos

Fico tentado a fornecer um guia de leitura do livro “Elza Soares — Cantando Para Não Enlouquecer” (Planeta, 383 páginas), do escritor José Louzeiro, que morreu em 2017. No guia, privilegiaria os capítulos que discutem diretamente a artista e menos sua vida. Mas, se fizesse isto, contribuiria para privar o leitor de entender, de modo mais amplo, como uma favelada, sem nenhuma estrutura, se tornou uma cantora magnífica — espécie de Billie Holiday, pelo menos em sofrimento, dos trópicos.

O Segredo dos Seus Olhos: três viagens num carrossel

O Segredo dos Seus Olhos: três viagens num carrossel

“O Segredo dos Seus Olhos”, de Juan José Campanella, é a composição de uma peça clássica em três movimentos. É um filme de amor dentro dos parâmetros conhecidos, ou seja, um casal próximo demais que não consegue se tocar durante o filme todo e só encontra uma solução no final. É um filme policial seguindo os trilhos do filme noir, onde um investigador solitário procura saber algo que todos querem esconder.

40 coisas que você só vai entender se for viciado em livros

40 coisas que você só vai entender se for viciado em livros

Quem conhece e compartilha os segredos da boa leitura demonstra alguns sinais inegáveis. Anda por aí cheirando livros, se contorce para descobrir qual obra um desconhecido lê em local público, fica divido entre o amor pelo livro físico e as facilidades do leitor digital — e, independente da escolha, se sente um traidor. A Bula reuniu em uma lista essas e outras características que só quem é viciado em livros consegue entender.

15 filmes inteligentes para ver na Netflix

15 filmes inteligentes para ver na Netflix

A Netflix possui um grande acervo de filmes e séries, mesmo assim, decidir qual título assistir nem sempre é uma tarefa fácil. Afinal, a classificação por gêneros: comédia, horror, drama, não é suficiente para usuários indecisos. Pensando nisso, a Bula vasculhou o catálogo do serviço de streaming e selecionou filmes inteligentes. Além de elogiados pela crítica, as produções conseguiram conquistar popularidade entre os espectadores.

Mulheres, estudem! É libertador não depender de um homem

Mulheres, estudem! É libertador não depender de um homem

Eu trabalhava no serviço público de saúde. Ela tinha 18 anos e veio à consulta endocrinológica porque não conseguia engravidar. Não foi preciso muita anamnese para descobrir a causa da sua infertilidade, pois facilmente fiz o diagnóstico. Entretanto, o que deveria ser uma consulta rotineira pareceu-me um enorme desafio: eu precisava entender por que aquela menina já queira ter um filho.

Os melhores filmes que estreiam na Netflix em novembro

Os melhores filmes que estreiam na Netflix em novembro

Uma série de filmes de diferentes gêneros são esperados na Netflix no mês de novembro. A Bula selecionou os melhores deles e os reuniu em uma lista. Um mês antes do natal, o serviço de streaming já está entrando em clima de festas de fim de ano e preparou várias estreias com a temática, como “Crônicas de Natal” (2018), de Clay Kaytis; “O Príncipe do Natal: O Casamento Real” (2018), de John Schultz; e “A Princesa e a Plebeia” (2018), de Mike Rohl.

Lobo Antunes ironiza o Prêmio Nobel e afirma que Saramago é uma merda

Lobo Antunes ironiza o Prêmio Nobel e afirma que Saramago é uma merda

António Lobo Antunes é apontado como o maior escritor vivo de Portugal. É uma espécie de Samuel Beckett do país. Escritor de uma prosa por vezes difícil, que exige uma leitura tão atenta quão paciente, sua língua, quando fala de outros autores, é quase sempre corrosiva. Ele acaba de lançar, em Portugal, o romance “A Última Porta Antes da Noite” (Dom Quixote, 456 páginas).

A história da escritora negra e favelada que foi traduzida em 13 países

A história da escritora negra e favelada que foi traduzida em 13 países

O livro “Tempo de Reportagem — Histórias Que Marcaram Época no Jornalismo Brasileiro” (Leya, 287 páginas), de Audálio Dantas, que morreu em 2018, contém verdadeiras aulas de jornalismo. Além de reportagens clássicas, típicas do jornalismo literário, mas sem a pretensão típica de Truman Capote e Tom Wolfe, há textos introdutórios sobre como foram feitas. Recomendo vivamente “A nova guerra de Canudos”, “Povo caranguejo” e “O drama da favela escrito por uma favelada”.

Todos os filmes originais Netflix, classificados do pior ao melhor

Todos os filmes originais Netflix, classificados do pior ao melhor

A Netflix está investindo cada vez mais pesado na produção de filmes exclusivos. Mais de uma centena deles já foram lançados, e estão disponíveis na plataforma do serviço de streaming. A Bula avaliou todas as produções originais e as reuniu em uma lista, organizada do pior ao melhor filme. O ranking levou em conta as notas atribuídas aos títulos no IMDb, uma das maiores plataformas de cinema do mundo.

Os 25 melhores romances brasileiros do século 21

Os 25 melhores romances brasileiros do século 21

A Revista Bula realizou uma enquete entre os meses de janeiro e agosto de 2018, com o objetivo de descobrir quais são, segundo os leitores, os melhores romances brasileiros publicados no século 21. A consulta foi feita a colaboradores, assinantes — a partir da newsletter —, e seguidores da página da revista no Facebook e no Twitter. Foram considerados apenas os romances brasileiros publicados a partir do dia 1º de janeiro de 2001, e apenas um livro por autor.

15 livros essenciais dos últimos 15 vencedores do Nobel de Literatura

15 livros essenciais dos últimos 15 vencedores do Nobel de Literatura

A cada ano, desde 1901, um novo escritor é laureado com o Prêmio Nobel de Literatura, considerado o mais importante e renomado do mundo. O vencedor é escolhido pela Academia Sueca, analisa a importância do conjunto da obra do autor, bem como o impacto cultural, político ou social causado por ela. A Bula reuniu em uma lista os ganhadores das últimas 15 edições do Nobel: de J. M. Coetzee, em 2003, a Kazuo Ishiguro, em 2017.

A era dos intelectuais Nutella

A era dos intelectuais Nutella

Os mais críticos podem afirmar que eles confirmam a “Teoria do Medalhão” daquele famoso conto do Machado de Assis, que representam o fascínio brasileiro pelo bacharelismo denunciado por Sérgio Buarque de Holanda ou que são meros autores de autoajuda. Injustiça! Talvez os epítetos mais corretos fossem “divulgadores científicos” ou “vulgarizadores do conhecimento erudito”. Não são Paulos Coelhos com diploma, embora suas obras mais populares não ajudem a dissipar tal impressão.

Em uma sociedade de analfabetos, ser inteligente na adolescência virou crime

Em uma sociedade de analfabetos, ser inteligente na adolescência virou crime

A indústria cultural, diferentemente de boa parte dos pais, sabe o significado do mito da adolescência moderna. Ultrapassando as pretensas crises emocionais que decorrem do período, as quais são deixadas para reflexão dos psicólogos e dos psicanalistas, cuida-se logo de “empurrar goela abaixo” o estereótipo estupidificante do adolescente bestializado, um “trapo humano” jovem e insensível. Despreza-se a leitura, tida como “tarefa chata da escola”, travestindo de “poesia” os “ex-my love” da vida — como se pudesse haver perenidade artística em algo tão ruim e de criatividade equivalente a de uma bactéria anaeróbia.

Guia para o Grande Romance Americano: de Henry James a Thomas Pynchon

Guia para o Grande Romance Americano: de Henry James a Thomas Pynchon

Há nos Estados Unidos o “mito” do Grande Romance Americano. Alguém já o escreveu, alguém vai escrevê-lo? Quem? Na verdade, tal romance já foi escrito. Aliás, não se deve falar num romance, e sim em vários romances. E há escritores americanos que são, no geral, bons críticos literários. Entre eles estão Henry James, Saul Bellow (um ensaísta do primeiro time), John Updike e Philip Roth.

Desafio da BBC: você leu no máximo seis desses 100 livros

Desafio da BBC: você leu no máximo seis desses 100 livros

Um desafio literário se espalhou pela internet e deixou leitores ao redor do mundo com a pulga atrás da orelha. De acordo com a brincadeira, ninguém leu mais do que seis livros de uma lista que reúne 100 obras, composta em sua maioria por grandes clássicos da literatura, como “Orgulho e Preconceito” (1813), de Jane Austen; “O Sol é Para Todos” (1960), de Harper Lee, “Hamlet” (1609), de William Shakespeare; e até a Bíblia Sagrada.

Os 50 melhores livros da história da literatura

Os 50 melhores livros da história da literatura

Para se chegar ao resultado fizemos uma compilação de listas publicadas por jornais, revistas e sites especializados em listas, mercado editorial e livros. O objetivo da pesquisa era identificar, baseado nestas listas, quais eram os melhores livros da história da literatura. Algumas das listas pesquisadas incluíam apenas romances, outras — livros não ficcionais. Algumas traziam apenas obras do século 20, outras — obras seminais, formadoras da cultural ocidental. Após a seleção das listas, criamos uma base de dados para que todos os livros fossem pontuados igualmente independentemente do gênero ou período em que foi escrito.

22 livros que são diamantes para o cérebro

22 livros que são diamantes para o cérebro

Livros, bons livros, são verdadeiros diamantes para o cérebro ou, se se quiser, para a alma. Aliás, até maus livros, se bem lidos, se tornam pelo menos uma vistosa bijuteria. Nesta lista, idiossincrática como qualquer outra, menciono livros que, em geral, foram editados no Brasil há alguns anos. Mas poucos estão fora de catálogo. Os que estão podem ser encontrados em sebos — caso da obra-prima “Paradiso”, romance do Lezama Lima. Quando Fidel Castro for um rodapé na história de Cuba, daqui a 55 anos, Lezama Lima permanecerá sendo lido.

10 livros feministas essenciais

10 livros feministas essenciais

A Biblioteca Pública de Nova York selecionou algumas obras fundamentais para refletir sobre as conquistas das mulheres e suas contribuições para a história e sociedade. A seleção de Lynn Lobash, gerente do departamento de serviços ao leitor da Biblioteca, reúne livros influentes da história do feminismo, essenciais para entender o movimento pelos direitos das mulheres. Alguns destaques são “Um Teto Todo Seu” (1929), de Virginia Woolf; e “Política Sexual” (1970), de Kate Millett.

Obesidade é doença. Não é preconceito lutar contra

Obesidade é doença. Não é preconceito lutar contra

Concordo que precisamos combater a gordofobia, essa repulsa é preconceituosa, vergonhosa e abjeta. Mas essa luta precisa ir além: não podemos negligenciar o excesso de peso. Não é uma questão de estética, é a saúde do indivíduo que está em jogo: a obesidade aumenta a incidência de doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer.

30 coisas que vão fazer você se sentir velho

30 coisas que vão fazer você se sentir velho

Por mais que a idade mostre os seus sinais físicos e subjetivos, às vezes não nos damos conta completamente da quantidade de coisas que já vivenciamos ao longo da vida. Nesse caso, relembrar um fato antigo pode ser um verdadeiro choque de realidade. Reunimos em uma lista algumas situações que farão você se sentir na terceira idade, mesmo que ainda não tenha chegado nela.

A vingança de Roberto Marinho contra Adolpho Bloch

A vingança de Roberto Marinho contra Adolpho Bloch

Quebrado, Adolpho Bloch saiu à caça de um salvador da pátria. O único que poderia salvá-lo era Roberto Marinho. A história é contada pelo próprio criador da Manchete: “Esperei quatro horas e quando entrei ele tentou falar primeiro, mas eu fui mais rápido: ‘Doutor Roberto, eu preciso de ajuda’. Ele demorou uma eternidade para responder. ‘Adolpho, há dez anos eu estou esperando você retornar o meu telefonema. Passar bem’. E a secretária me levou até a porta”.